A PORNOGRAFIA ALÉM DO DIREITO À LIBERDADE DE EXPRESSÃO SEXUAL: PRODUTO DE CONSUMO E INSTRUMENTO DE ALIENAÇÃO A SERVIÇO DA TÉCNICA

Autores

  • Silvio Marques Garcia Faculdade de Direito de Franca

DOI:

https://doi.org/10.21207/1983.4225.281

Palavras-chave:

Sociedade técnica, internet, pornografia, direitos humanos

Resumo

A técnica, conforme descreve Jacques Ellul, modifica o meio ambiente, o tempo e o movimento. A sociedade técnica se caracteriza pela busca por eficiência e produtividade. Isso, contudo, traz consequências para o ser humano, deixando-o alienado em relação a questões como ética, responsabilidade e modo de vida. O vertiginoso desenvolvimento tecnológico experimentado nos últimos anos com a explosão da internet, da imagem digital veiculada pelo DVD, pelos canais de televisão via satélite e pela ampla utilização dos aparelhos de telefonia celular com funções multimídia contribuiu para a expansão da pornografia, a qual, todavia, suscita questões importantes como a exposição da sexualidade, a liberdade de escolha e os direitos humanos. Este breve estudo pretende demonstrar que na sociedade técnica a pornografia, em vez de ser manifestação da liberdade de expressão, é utilizada como elemento de alienação do ser humano.

Biografia do Autor

  • Silvio Marques Garcia, Faculdade de Direito de Franca
    Professor de Direito Tributário

Downloads

Publicado

2016-08-17

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

A PORNOGRAFIA ALÉM DO DIREITO À LIBERDADE DE EXPRESSÃO SEXUAL: PRODUTO DE CONSUMO E INSTRUMENTO DE ALIENAÇÃO A SERVIÇO DA TÉCNICA. (2016). Revista Eletrônica Da Faculdade De Direito De Franca, 10(2). https://doi.org/10.21207/1983.4225.281

Artigos Semelhantes

1-10 de 203

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.